Siga
Live-btn-2
Live-btn-2
web tv
A presidente Dilma Rousseff foi hostilizada durante a abertura da Copa do Mundo em São Paulo na quinta-feira. Xingamentos contra a presidente foram ouvidos em dois momentos antes da partida: após a chegada de Dilma ao estádio e após a execução do hino nacional, já a poucos minutos do início do jogo. No segundo tempo, Dilma foi xingada mais duas vezes. Os gritos contra a presidente aconteceram após a execução do hino. Houve também xingamentos contra a Fifa. Os gritos com palavrões começaram na área VIP e se espalharam por outras partes das arquibancadas da Arena Corinthians. Dilma não fez discurso durante a abertura. Vestida de verde, acompanhou o jogo ao lado do presidente da Fifa, Joseph Blatter, na Arena Corinthians, e Ban Ki-moon, secretário-geral da Organização das Nações Unidas.

Na sexta-feira, a presidente afirmou que não vai se intimidar. “Não são xingamentos que vão me intimidar, atemorizar. Não me abaterei. Depois que superamos isso, enfrentamos os obstáculos, encaramos os problemas, demos a volta por cima. Não vou me deixar atemorizar por xingamentos que não podem sequer ser escutados pelas crianças e pelas famílias”, disse Dilma.
Published in Brasil
O site da Fifa congestionou, hoje, logo que começou mais uma etapa de vendas de ingressos para a Copa do Mundo. Em 90 minutos, foram vendidos 57.695 tickets. O Maracanã - RJ (foto) e a Arena Corinthians - SP, destacaram-se como os estádios mais procurados.

Essa fase de vendas começou com 10 jogos esgotados:: abertura (Brasil x Croácia), final e jogos 2 (México x Camarões), 8 (Inglaterra x Itália), 11 (Argentina x Bósnia e Herzegovina), 17 (Brasil x México), 19 (Espanha x Chile), 33 (Camarões x Brasil), 34 (Croácia x México) e 35 (Austrália x Espanha).

Os torcedores ainda podem tentar vagas em partidas de outras cidades-sedes da Copa do Mundo, como Belo Horizonte. Serão aceitos somente cartões de débito da Visa e de crédito – não haverá opção de boleto.

A partir na próxima sexta-feira, serão abertos os centros de retirada de ingressos nas 12 cidades-sedes do torneio (com exceção de Porto Alegre e Brasília). Eles funcionarão nos primeiros três fins de semana e, depois, todos os dias. A comercialização de ingressos nos centros de venda começará somente no dia 1 de junho.

Confira a lista dos locais onde os ingressos podem ser retirados a partir desta sexta:

Belo Horizonte - Boulevard Shopping
Cuiabá - Shopping Pantanal
Curitiba - Pátio Batel Shopping
Fortaleza - Centro de Convenções de Fortaleza
Manaus - Centro Cultural dos Povos da Amazônia
Natal - Shopping Cidade Jardim
Recife - Recife Shopping
Rio de Janeiro - Casarão General Severiano
Salvador - Iguatemi
São Paulo - Ginásio do Ibirapuera
Published in Brasil
Dos R$ 631 milhões previstos inicialmente, o custo total do Estádio Mané Garrinha, em Brasília, pode chegar ais R$ 1,9 bilhões, de acordo com cálculos do Tribunal de Contas do DF. Ou seja, o que foi anunciado pelos governos federal e estadual como um exemplo de sucesso de público e renda, pode levar até cerca de mil anos para recuperar aos cofres do DF o valor investido na obra.

O Mané Garrincha é o estádio mais caro entre os 12 construídos ou reformados para a Copa do Mundo e irá receber sete partidas da competição este ano. Até agora, o local recebeu uma média de um evento a cada duas semanas e meia.

De acordo com o governo do DF, de maio, quando a arena foi inaugurada, até agora, a arrecadação para os cofres públicos com aluguel e taxas de uso do espaço foi de R$ 2,871 milhões. Como a conta de luz e água custou R$ 1,5 milhão ao governo no mesmo período, o Mané Garrincha rendeu R$ 1,371 milhão líquido nos primeiros 11 meses de funcionamento.

No dia 26 de maio, o Mané Garrincha recebeu a partida de maior renda na história do Brasileirão: o jogo entre Santos e Flamengo. A despedida de Neymar do time da Baixada Santista gerou uma arrecadação na bilheteria de R$ 6,9 milhões de acordo com a CBF. Foi também o maior público da edição do campeonato, com 63.501 torcedores. Apesar disso, para o dono do estádio de 72 mil lugares, o governo do DF, a renda com o aluguel foi de apenas R$ 4 mil. 

Desde que foi inaugurado, o estádio recebeu 655 mil pessoas ao todo. Foram 24 partidas de futebol -- entre campeonatos Brasileiro e Brasiliense, abertura da Copa das Confederações e um torneio internacional de futebol feminino -- três shows e dois eventos institucionais.

Os números autorizaram o ministro do Esporte a referir-se à arena como "elefante dourado" em entrevistas e pronunciamentos oficiais, para contrapor o sucesso ao temor que o estádio de Brasília se tornasse um "elefante branco".

Contradição

O que existe é uma contradição: enquanto o estádio gera lucros para quem usa o espaço  -- sejam jogos de futebol de times grandes ou shows internacionais -- a arrecadação é baixa para o governo, tendo em vista que conseguiu para os cofres públicos apenas R$ 2,871 milhões em quase um ano, mesmo com todo esse sucesso. Até agosto do ano passado, o aluguel da arena possuía um custo fixo de R$ 4 mil, independentemente do porte do evento.

A partir de então, um decreto assinado pelo governador definiu uma nova tabela de preços. Além dos custos operacionais, quem quiser usar o estádio para um jogo de futebol tem de pagar 15% do valor da renda bruta a título de aluguel. No caso dos clubes fecharem pacotes de quatro ou mais jogos, a taxa cai para 13%. As seleções brasileiras não pagam nada para jogar ali.

O decreto prevê ainda uma tabela de preços para utilização do Mané Garrincha em eventos culturais, religiosos, artísticos, educacionais e recreativos. Para uso apenas do gamado e da arquibancada inferior o aluguel sai por R$ 200 mil. Com a inclusão da área VIP, sobe para R$ 250 mil. Para utilização também dos camarotes o valor é de R$ 300 mil. O custo para uso de todo o estádio é de R$ 500 mil ou 13% da renda bruta do evento, considerado o maior valor entre os dois.


Published in Brasil

As camisetas da Copa do Mundo com conotação sexual em relação ao Brasil causaram polêmica no país. As imagens (veja foto) foram duramente criticadas pela presidente Dilma Rouseff e por ministros do governo, o que levou a Adidas a se desculpar e suspender a venda dos produtos, que integrariam uma edição limitada para comercialização somente nos EUA.

“O Brasil é sensacional! O Brasil é um país moderno, da diversidade, repleto de belezas naturais, culturais, um povo genial que não desiste nunca e que recebe todo mundo de braços abertos. É jovem, é alegre, é plural, é criativo, trabalhador! O Brasil é tudo isso e muito mais! Por isso nós amamos o Brasil”, diz texto publicado pelo Ministério dos Esportes, criticando as imagens pejorativas das camisetas.

O presidente da Embratur, Flávio Dino, afirmou que as camisetas não retratam a realidade do Brasil e que a campanha da Adidas "ignora e desrespeita" a linha de comunicação que o governo adota para a promoção turística do país no exterior.

O governo está preocupado com chamado "turismo sexual" durante a Copa do Mundo deste ano, evento que deve atrair até 600 mil estrangeiros durante os meses de junho e julho. "O Brasil está feliz em receber turistas que chegarão para a Copa, mas também está pronto para combater o turismo sexual", afirmou a persidente Dilma Russeff.

Na foto, imagens das camisetas suspensas e as imagens divulgadas pelo governo brasileiro.

Published in Brasil

Newsletter

Fair

21°C

Framingham, MA

Fair

Humidity: 84%

Wind: 8.05 km/h

  • 1 Aug 2014

    Cloudy 28°C 18°C

  • 2 Aug 2014

    Showers 20°C 14°C

  • Capital
  • GPMaia
  • Marcia-Pessanha
  • advogado-jose-tadeu
  • anuncie-aqui-banner
  • giubertidecor
  • global-plus
  • langer-chiropractic
  • neide-coutinho
  • perez-g