Siga
Live-btn-2
Live-btn-2
web tv
Sexta, 06 Setembro 2013 18:19

Prevenindo o câncer de cólon

Rate this item
(0 votes)
Com exames de rastreamento e a detecção precoce, muitas vezes o câncer de cólon pode ser tratado e mesmo prevenido. Contudo, o câncer de cólon mata mais pessoas nos Estados Unidos do que qualquer outro câncer, exceto câncer de pulmão. Em Massachusetts, mais de 3.500 novos casos de câncer de cólon são diagnosticados todos os ano e aproximadamente 1.100 deles resultam em mortes.


Com o fim de informar as pessoas sobre o fato de que os exames regulares de rastreamento aumentam as chances de uma pessoa viver uma vida normal e saudável após ter câncer de cólon – e inclusive evitar a recorrência do mesmo – o Departamento de Saúde Pública (DPH) realiza todo os anos campanhas de conscientização com uma mensagem simples: “Ligue para o seu médico para marcar um exame de câncer de cólon”.
Homens e mulheres de 50 anos ou mais devem ligar para o seu médico e perguntar sobre o exame de rastreamento. Nove de cada dez pessoas diagnosticadas com câncer de cólon têm mais de 50 anos.


Constantemente o DPH anuncia e divulga mensagens em rádios, jornais e revistas em inglês e espanhol encorajando as pessoas a falarem com seu médico sobre o exame do câncer de cólon. As campanhas de conscientização do DPH dão continuidade à mensagem dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças, CDC: é importante a conscientização sobre o câncer de cólon. Nas suas campanhas, o CDC emite mensagens de interesse público na televisão e rádio destacando o ator de renome, Terrence Howard, cuja mãe faleceu devido ao câncer de cólon.


“O exame não foi tão chato como achei que fosse”, disse Greg West, um morador de Boston”. “Antes de fazer o exame, a gente fica com medo, mas depois de fazer a pessoa se sente muito mais tranqüila”. West foi diagnosticado com câncer de cólon há quatro anos e espera que outros homens afro-americanos percebam que fazer o teste pode salvar sua vida. “As boas notícias do exame são que se a pessoa tiver um problema, ele pode ser detectado cedo, de modo que outros homens como eu não têm que passar pelo que eu passei”. Agora sem câncer, West é grato pelo tratamento que recebeu e o tempo que tem para desfrutar com seu filho.


“Toda a comunidade médica concorda em que qualquer forma de rastreamento para o câncer de cólon ou câncer retal é melhor do que não fazer nenhum exame”, disse Paul C. Schroy III, MD, MPH, Professor de medicina do departamento de gastrenterologia do Boston Medical Center. “Qualquer pessoa acima dos 50, ou aqueles que têm outros fatores de risco como antecedentes familiares ou predisposição étnica, deve pegar o telefone hoje e falar com seu médico sobre o exame do câncer de cólon”. Embora algumas pessoas têm vergonha de fazer o exame, pois o consideram constrangedor mas é muito importante aproveitar a oportunidade de fazer o teste. O exame não só aumenta as probabilidades de detectar o câncer durante um período no qual a doença ainda tem cura, mas pode também evitar que a doença comece. O exame detecta pólipos pré-cancerosos, os quais são comuns e não produzem sintomas.


Para maiores informações sobre os exames de rastreamento do câncer de cólon, ligue para 877.414-4447, ou visite-nos online em www.mass.gov/dph e clique na seção “Get Screened for Colon Câncer”.

 
O que é?
São tumores malignos, cânceres freqüentes do aparelho digestivo (intestino grosso).
Muitas vezes se desenvolvem sem sintomas que possam alertar os pacientes para um tratamento precoce; mas, assim mesmo, são cânceres que uma vez detectados podem apresentar um bom índice de cura.
Como se faz o diagnóstico?
A colonoscopia é um exame que localiza os tumores de cólon e reto, ao mesmo tempo em que possibilita, através da Biopsia (retirada de parte ou todo o tumor) durante a colonoscopia, a identificação do tipo de tecido do tumor, orientando o médico para o tipo de tratamento e evolução da doença.
Para tumores localizados no reto (porção do intestino grosso que se situa antes do canal anal) o diagnóstico pode ser realizado pelo médico em seu consultório através de toque retal.
O que se sente?
Alguns sintomas ou sinais podem denunciar a presença de tumores de cólon e reto: sangramento anal, eliminação de muco junto com as fezes, modificação do ritmo de evacuações, dores localizadas nos trajetos do intestino grosso, aumentos localizados no abdome.
Todos ou alguns desses sinais ou sintomas podem estar presentes assim como o paciente pode ser portador de um tumor sem que algum sinal ou sintoma seja constatado.
Como devemos proceder?
Seria conveniente que todo indivíduo que constatasse alguma dessas queixas procurasse o profissional da saúde para esclarecer a causa.
Existe uma parte da população chamada de “população de risco”; são aqueles indivíduos que tem ou tiveram familiares com tumores do aparelho digestivo ou mais exatamente do intestino grosso. Esses deveriam se submeter a uma colonoscopia para esclarecer a causa dos sinais ou sintomas já relatados.
Perguntas que você pode fazer ao seu médico
Este câncer é hereditário?
Qual o prognóstico?
Como fazer prevenção deste tipo de câncer?
Como devo iniciar e quando examinar?
Quem faz parte do grupo de risco?
Como deve ser o seguimento?
Como este câncer se espalha?
Quando se realiza uma derivação (colostomia)?

Read 574 times

Leave a comment

Make sure you enter the (*) required information where indicated. HTML code is not allowed.

Newsletter

Partly Cloudy

24°C

Framingham, MA

Partly Cloudy

Humidity: 43%

Wind: 16.09 km/h

  • 30 Jul 2014

    Mostly Sunny 26°C 14°C

  • 31 Jul 2014

    Sunny 28°C 17°C

  • Capital
  • GPMaia
  • Marcia-Pessanha
  • advogado-jose-tadeu
  • anuncie-aqui-banner
  • giubertidecor
  • global-plus
  • langer-chiropractic
  • neide-coutinho
  • perez-g