Siga
Live-btn-2
Live-btn-2
web tv
A primavera está aí.  Nos EUA, uma das estações mais bonitas do ano começa oficialmente no dia 21 março e os especialistas alertam para os cuidados com a saúde nessa época do ano. Isso porque o pólen que se desprende das flores fica pelo ar, podendo causar irritações e, consequentemente, resultando em rinite e conjuntivite, entre outras doenças alérgicas.

Rinite alérgica

A rinite alérgica é um conjunto de sintomas, principalmente no nariz, garganta e nos olhos, que ocorre quando você respira alguma substância que lhe dá alergia, como pólen, mas também pó, pelo de animais entre outros.

Os sintomas mais comuns de rinite alérgica são:

  • Obstrução nasal (entupimento);
  • coriza, espirros (algumas vezes o paciente espirra mais de 20 vezes seguidas) e coceira no nariz, na garganta ou nos olhos.
Para se prevenir, uma dica é beber muito líquido, como água e sucos de frutas naturais.

Mais sobre a conjuntivite alérgica

Quando seus olhos são expostos a qualquer coisa da qual você é alérgico, a histamina é liberada e os vasos sanguíneos na conjuntiva ficam inchados.

Os sintomas incluem:

  • Coceira intensa ou olhos ardendo; 
  • Pálpebras inchadas, especialmente na parte da manhã;
  • Olhos vermelhos;
  • Secreção ocular viscosa;
  • Lacrimejamento (olhos lacrimejantes);
  • Vasos alargados (dilatados) no tecido transparente que cobre a parte branca do olho.
 Para se prevenir, o melhor a fazer é manter os olhos sempre limpos e lubrificados. Qualquer tratamento deve ser feito sob orientação do especialista. Geralmente, o tratamento alivia os sintomas, mas eles podem voltar se a pessoa continuar se expondo ao ambiente que provocou a alergia. Segundo os especialistas, não há complicações graves, apesar de o desconforto ser comum.
Published in Saúde
Segunda, 17 Fevereiro 2014 11:04

Ser humano é capaz de sentir cheiro de doença

Pesquisadores da Suécia sugerem que os seres humanos são capazes de perceber, por meio do olfato, se alguém está doente ou, ao menos, perceber um odor distinto no suor de pessoas com o sistema imunológico em alta atividade (ou seja, respondendo a uma infecção). O estudo foi destaque no periódico científico Psychological Science.

Quarenta e oito pessoas participaram da experiência, sendo que oito delas receberam uma injeção de lipopolissacarídeo (substância que, por meio de uma bactéria, provoca forte resposta imunológica) ou uma injeção de água com sal (que não causa nenhuma reação no corpo humano). Quatro horas após esse procedimento, as roupas usadas por essas oito pessoas foram coletadas e levada para análise.

É aí que entram os 40 participantes restantes, que sentiram os odores presentes nas camisetas e reportaram seu grau de intensidade, agradabilidade e deram notas para o quesito "saúde" do odor.

Assim, a maioria desses participantes deu notas mais baixas à agradabilidade das camisetas usadas pelos primeiros membros do experimento, reportando-as como de odor mais intenso do que o sentido nas camisetas de quem havia sido injetado apenas com a solução de água salgada.

Para o cientista Mats Olsson, que liderou o estudo, quando alguém fica doente "podem haver biomarcadores de doenças produzidos pelo corpo e liberados sob a forma de substâncias voláteis", daí a capacidade de que alguém "fareje" a saúde alheia. 

Fonte: uol.com/ciência
Published in Saúde

Newsletter

Fair

24°C

Framingham, MA

Fair

Humidity: 74%

Wind: 14.48 km/h

  • 22 Jul 2014

    Clear 31°C 19°C

  • 23 Jul 2014

    Isolated Thunderstorms 32°C 19°C

  • Capital
  • GPMaia
  • Marcia-Pessanha
  • advogado-jose-tadeu
  • anuncie-aqui-banner
  • giubertidecor
  • langer-chiropractic
  • neide-coutinho
  • perez-g