Siga
Live-btn-2
Live-btn-2
web tv
O Conselho de Segurança da ONU aprovou na noite da sexta-feira a resolução que obriga o governo da Síria a entregar seu arsenal químico. O texto foi aprovado por unanimidade pelos 15 integrantes do conselho.
Essa é a primeira resolução adotada pelo  órgão da ONU sobre a Síria desde o início da guerra civil naquele país, no início de 2011, após os vetos de Rússia e China a três projetos anteriores.
A aprovação ocorreu logo após o comitê executivo da Organização para a Proibição de Armas Químicas (Opaq) ter aprovado o plano sírio para entrega de armas.
A resolução, aprovada após ampla negociação entre Rússia e EUA, exige a erradicação do arsenal, mas não especifica ações punitivas caso o regime do contestado presidente sírio Bashar al-Assad não a cumpra.
Sua aprovação encerra semanas de tensa negociação entre russos -aliados de Assad- e americanos.
A comunidade internacional pressiona o governo sírio a se desfazer de suas armas químicas após um ataque, em 21 de agosto, ter provocado centenas mortes na periferia de Damasco.
Os EUA acusam o regime do presidente Assad pelo ataque, em que teria sido usado gás sarin e que teria provocado pelo menos 1.429 mortes de civis.
O governo sírio nega a autoria do ataque e o credita a "terroristas" que combatem o regime, em meio a uma guerra civil que já dura 30 meses, provocou mais de 110 mil mortos, deixou 2 milhões de refugiados e provoca uma crise humanitária e política regional.
A proposta de erradicação do arsenal, feita inicialmente pela Rússia, impediu ou pelo menos adiou um ataque militar dos EUA à Síria.
O governo do presidente Barack Obama afirma que o regime sírio só aceitou entregar as armas por conta da "pressão" militar e diz que a possibilidade de uma intervenção ainda não está descartada.
O chanceler da Rússia, Sergei Lavrov, disse que o Conselho de Segurança estará pronto a tomar "medidas punitivas" se a resolução for violada.
Published in Atualidade
O presidente sírio, Bashar al-Assad, afirmou nesta quinta-feira que seu país está empenhado em destruir as armas químicas em um ano. 
Al-Assad confirmou os compromissos tomados com a Rússia, em entrevista para a televisão norte-americana Fox.
Published in Atualidade

O presidente Barack Obama, pediu ao Congresso que adie a decisão de autorizar ou não uma ação militar contra a Síria enquanto ele analisa a iniciativa diplomática proposta pela Rússia para que Bashar al-Assad entregue suas armas químicas.

Published in Atualidade
O presidente sírio Bashar al-Assad negou, em uma entrevista concedida neste domingo em Damasco ao canal CBS que está por trás do ataque químico na periferia da capital síria em 21 de agosto passado. "Ele negou que tenha tido algo a ver com o ataque", afirmou o correspondente da CBS Charlie Rose, depois que entrevistou Assad na Síria.
Published in Atualidade
Quinta, 05 Setembro 2013 20:00

Obama: 'Síria usou armas químicas'

O presidente Barack Obama, disse nesta sexta-feira, 6, que o uso de armas químicas, que ele atribui ao regime de Bashar al-Assad na Síria, é uma ameaça à segurança não só dos EUA, mas de todo o mundo.
Published in Atualidade

Newsletter

Fair

21°C

Framingham, MA

Fair

Humidity: 65%

Wind: 0 km/h

  • 30 Jul 2014

    Clear 26°C 14°C

  • 31 Jul 2014

    Mostly Sunny 28°C 17°C

  • Capital
  • GPMaia
  • Marcia-Pessanha
  • advogado-jose-tadeu
  • anuncie-aqui-banner
  • giubertidecor
  • global-plus
  • langer-chiropractic
  • neide-coutinho
  • perez-g